Notícia

Produção amplia e MT deve produzir 66,3% do algodão colhido no país em 2018, diz IBGE

Órgão prevê aumento de 4,5% na produção do algodão em caroço (herbáceo) para a próxima safra.
Produção amplia e MT deve produzir 66,3% do algodão colhido no país em 2018, diz IBGE

A produção de algodão herbáceo em Mato Grosso deve crescer 4,5% no ano que vem em comparação com a safra deste ano, segundo o Instituto Brasileiro de Estatística e Geografia (IBGE). A Bahia, segundo maior produtor do país, deve ser responsável por 22,8% da produção nacional. Ao todo, o país deve produzir quatro toneladas de algodão herbáceo.

Maior produtor de algodão do país, Mato Grosso deve colher 2,7 milhões de toneladas do produto, sendo responsável por 66,3% da produção nacional.

Os dados do IBGE fazem parte do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA) que acompanha mensalmente a previsão de produção das safras. O levantamento foi feito em parceira com a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

De acordo com a previsão do órgão, a área plantada e a área a ser colhida com algodão cresceram 10,2%. Por outro lado, o rendimento médio estimado teve retração de 5,2%. A Bahia, segundo maior produtor, deve ser responsável por 22,8% da produção nacional.

Segundo a Conab, a região Centro-Oeste concentra 72% da produção brasileira de algodão. A melhora na produtividade se dá pelo custo da produção. Isso porque, o produto é “cultivado nas melhores áreas das fazendas, além da melhor tecnologia disponível”.

Safra 2018

Ao todo, o IBGE prevê uma retrataçãode 9,2%na produção de grãos para 2018. A produção de cereais, leguminosas e oleaginosas foi estimada em 219,5 milhões de toneladas. Devem cair as produções de milho (15,9 milhões de toneladas) e soja (6,8 milhões de toneladas).

Fonte(s): Por André Souza, G1 MT

Comentários

Últimas notícias

Aconteceu
Jovem comete suicídio em Querência-MT

Um jovem se suicidou nesta noite aqui no município de Querência no setor E

Aconteceu
Covid-19: novo decreto municipal segue normas estabelecidas pelo governo estadual

Os comércios em Querência são orientados a disporem de álcool em gel e mantêm distância de 1,5 m entre as pessoas.

Aconteceu
MPE, MPF e MPT notificam governo a suspender liberação do comércio em MT e citam risco de

O documento cita um estudo realizado pela Fiocruz, que aponta Cuiabá entre os 40 lugares do Brasil com maior risco de contagio.

Esse site utiliza cookies para melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar o acesso, você concorda com nossa Política de Privacidade. Para mais informações clique aqui.